Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Reflexão...Flequição...

Tem dias que tudo parece andar meio devagar, ainda que lá fora o mundo gire em uma velocidade impossível de registrar. Uma série de convicções que vamos formando ao longo de nossa caminhada vão embora em segundos... E tudo continua parecer andar devagar...
Trilhar outro caminho na história alheia parece tão mais fácil.... Este incrédulo mundo solitário parece que vai torturando-nos até extrair nosso melhor... uma linha tênue, divide o desejo de mudança e uma espécie de depressão impulsionada pelo verde que tanto brilha na grama do vizinho. Conhecer estas historias e estórias não nos interessa, queremos logo ir para o fim do livro.
Venho exercitando a paciência ao mesmo tempo em que apresso para não perder o rumo da vida. Esta dicotomia alucinante desta variação de velocidades, ainda que imaginaria, entreacompanhar resultados positivos ou não “do alheio” em relação ao nosso “andar devagar” assombra...
Somos estimulados a uma disputa constante, um clichê é afirmar: Eu não me importo com…

Últimas postagens

Martha Medeiros: A elegância do conteúdo

Porto Alegre.

Bolhas de Café...

Espera...

Festinha, que alegria

Pensamento fixo, Bôemia e seus riscos...

Um pequeno fragmento.

Cruz.

VIDA DE UM .